[ editar artigo]

As 10 ruas mais legais do mundo!

As 10 ruas mais legais do mundo!

 

As ruas são a versão pequena de tudo o que amamos nas cidades, restaurantes incríveis, cultura local vibrante e muita história. Num ano onde as viagens foram canceladas devido a terrível pandemia, todos nós ficamos mais próximos de nossas ruas e por assim descobrimos seus segredos e charmes.

São nas ruas que experimentamos comidas e bebidas de todo o mundo. Elas nos permitem preencher toda a arte e cultura de que precisamos. E, acima de tudo, são lugares que representam a alma da cidade.

Então, sem mais delongas, aqui estão as ruas mais legais do mundo agora: das principais artérias movimentadas a ruas secundárias exclusivas para pedestres. Que elas sirvam de inspiração para sua próxima viagem, agora que estamos chegando no fim deste pesadelo pandêmico.

 


 

1- Witte de Withstraat, Rotterdam - Holanda

Pergunte a qualquer morador de Rotterdam onde ir em sua cidade, e eles quase sempre responderão: "Witte de Withstraat" Esta rua principal corta o centro da cidade e fervilha de atividade do amanhecer ao anoitecer. Tem galerias de arte em abundância. Tem restaurantes conceituados. E em tempos normais também tem as melhores casas noturnas e bares da cidade. Por concentrar tantos points legais e tantos programas únicos a rua está sempre lotada, então um pouco de paciência na hora de conseguir aquela mesa na calçada é essencial! Como em outras partes da cidade, as vagas de estacionamento foram cedidas a bares e restaurantes adjacentes, com o resultado, toda a rua parece uma grande festa.

COMA: Barriga de porco e os bifes no Meat Temple Ballroom, que também funciona como uma bar de gin.

FAÇA :Assista a uma exposição diferente no WORM, um complexo de artes que também oferece noites regulares de rap holandês.

BEBA: Qualquer coisa no De Witte Aap. Este bar é regularmente eleito um dos melhores bares do mundo, então qualquer pedida vai ser boa.

 

2- 7th Street, Melville, Joanesburgo - Africa do Sul

Uma experiência típica na 7th Street no bairro de Melville em Joanesburgo é assim: coquetel na mão, um cheiro de comida de qualidade no ar, o zumbido de clientes casuais e bebedores de rua conversando ao seu redor. Sempre há um zumbido perceptível. E isso provavelmente ocorre porque quase toda a rua está repleta de restaurantes, pubs e clubes - tornando-a o lugar ideal para uma noite na cidade, embora, este lugar seja igualmente movimentado no café da manhã, no almoço e, basicamente, em qualquer outra hora do dia.

COMA: Os requintados frutos do mar no Xai Xai, um shebeen (bares antes clandestinos que explodiram em popularidade recentemente) que leva o nome de uma cidade de Moçambique.

FAÇA: Desenferruje seus passos de dança no Liquid Blue, um clube e bar de coquetéis que enche rápido e permanece assim até tarde.

COMPRE: Artistas amadores expõe suas artes nas calçadas da rua, vendendo todos os tipos de obras de arte. Por que não leva uma para casa com você?

 

3. Levinsky Street, Tel Aviv - Israel

Levinski Street é o lugar de Tel Aviv onde você vai para achar os alimentos mais frescos e vistosos produzidos na região. Pequenas lojas especializadas começaram a surgir aqui na década de 1930, quando imigrantes judeus da Grécia, Turquia e Bulgária se estabeleceram no bairro e fizeram questão de apresentar Tel Aviv à sua herança gastronômica. O minúsculo mercado permaneceu praticamente como estava até cerca de uma década atrás, quando um novo lote de restaurantes e cafés começou a abrir também ao longo da rua. À noite, um bando de bares elegantes assume o lugar com cerveja artesanal de primeira linha e pizza premium.

COMA: O espetinho de peixe no Tony e Esther. A maioria das outras coisas no menu também valem a pena experimentar.

BEBA: Combine suas bebidas com excelentes petiscos no gastro-bar Jonz.

FAÇA: Tel Aviv recentemente conquistou grande parte das ruas apenas para pedestres. Desça em uma sexta-feira no horário do almoço. Festas de rua espontâneas pós-Covid agora estão se tornando rotina.

 

4- Rua Três Rios, São Paulo - Brasil

Bem no centro do Bom Retiro, um dos bairros mais históricos de São Paulo, você encontrará a diversificada e em constante evolução rua Três Rios. A apenas alguns minutos da Pinacoteca, esta rua e seus cruzamentos abrigaram várias gerações de famílias de imigrantes que se mudaram para o Brasil ao longo dos séculos, da Itália, Coréia, Grécia, Bolívia, Europa Oriental e outros lugares, todos deixando sua marca no que é hoje uma das paisagens gastronômicas mais emocionantes da cidade.

COMA: comida coreana reconfortante no aconchegante Hwang To Gil. Como alternativa, espere na fila para saborear a lendária comida grega servida no Acropóles, um clássico do bairro desde 1959.

BEBIDA: Café gelado de primeira na Bellapan Bakery, além de uma das excelentes tortas ou bolos.

FAÇA: Apoie os artistas locais e saiba mais sobre a cena artística paulista visitando uma das muitas feiras e eventos independentes de zines que acontecem na lendária Casa do Povo. Em seguida, explore as lojas de tecidos coloridos onde jovens designers brasileiros compram seus materiais.

 

5- Smith Street, Melbourne - Austrália

A Smith Street é a principal rua de um bairro que costumava ser reduto de gangues de rua nos anos 1800. Por lá você encontrará de tudo, desde pubs barulhentos a bares de vinho refinados, lojas de discos de vinil e padarias vietnamitas, e muito mais para descobrir em suas ruas laterais. À noite, os pubs, bares e casas de música ao vivo são um ímã para os aqueles que gostam de curtir até de madrugada. É muito comum ver os frequentadores saindo de um local, em meio à confusão de carros e o bondes, e ir direto para outro bar curtir mais um pouco.

BEBA: Peça um drink no escondido bar, Above Board. É um lugar pequeno e com poucos lugares, mas se você tiver sorte de achar um lugarzinho, irá se encantar com os ótimos drinks da casa.

COMA: No restaurante Alimentari você encontra refeições para levar, uma dica é a ótima lasanha de queijo.

COMPRE: Perca-se nas maravilhas da Vintage Garage, que transborda de achados retrô únicos.

 

6- Passeig de Sant Joan, Barcelona - Espanha

Essa arborizada rua corta Barcelona de norte a sul e se estende por quatro bairros distintos. A parte alta parece um pouco mais old-school, com seus tradicionais bares e boutiques como Baylina, Bar Oller e Verdú. O extremo sul, por sua vez, está repleto de restaurantes super elegantes como Granja Petitbo e ChichaLimoná, além do chamado "triângulo de mangá" de lojas de quadrinhos. Mas no que esta rua realmente se destaca é na maneira como coloca os pedestres e ciclistas em primeiro lugar. As ciclovias percorrem toda a extensão da rua, enquanto os caminhantes receberam muito mais espaço para passear, bem como muito espaço para sentar. É uma visão de como todas as ruas centrais de cidades grandes deveriam ser.

FAÇA: Contemple a réplica da Estátua da Liberdade que deixaria o velho da Havan com inveja, além de uma parafernália maçônica variada, na Biblioteca Arús.

COMA: Experimente o ‘prato do dia’ no tradicional restaurante catalão Sant Joan. Você o verá escrito na lousa do lado de fora.

COMPRE: Ou, na verdade, apenas navegue na enorme coleção de histórias em quadrinhos na Norma, vencedora do prêmio Eisner de 2018 para a melhor loja de quadrinhos do mundo.

 

7- Calle Ocho, Miami - EUA

Não são apenas os turistas que adoram a Little Havana em Miami; os moradores locais amam a área e sua famosa Calle Ocho. Esta via principal é uma faixa vibrante repleta de pequenos negócios, incluindo lojas de charutos artesanais, galerias independentes e cafés movimentados que há décadas vivem na área.

COMA: A premiada chef Michelle Bernstein comanda o Café La Trova, que serve uma versão moderna da culinária latina, com o famoso cantinero Julio Cabrera no comando do bar. Não deixe de experimentar seus premiados daiquiris, além de seu requintado arroz con pollo.

BEBA: Esqueça o mojito e experimente algo polinésio para variar. A Casa Tiki traz o Pacífico Sul para Little Havana com drinques tropicais servidos em adoráveis ​​canecas. O bar é decorado com detalhes em bambu, móveis de vime e ukuleles - todos contribuindo para sua vibração de luau após o anoitecer.

FAÇA: Viernes Culturaltes é a caminhada mensal de arte do bairro, realizada na terceira sexta-feira de cada mês. Galerias ao longo da Eighth Street (entre as avenidas 12 e 17) abrem suas portas ao público para encontros e saudações (e ocasionalmente vinho grátis), enquanto o mercado de artesanato El Mercadito se instala no Domino Park Plaza.

 

8- South Bank, Londres - Inglaterra

Uma rua para ser considerada legal deve ter: atmosfera, energia, um pouco de rebeldia, história e coisas legais para se fazer. Atualmente a South Bank tem tudo isso de sobra. Os organizadores e empresas locais devem ser elogiados por fazer malabarismos com mercados de alimentos, galerias, pop-ups e muito mais, sem sacrificar um pingo da agitação tradicional na região altamente turística. É uma salada de culturas, experiências e pessoas diferentes, mas incrivelmente tudo funciona.

COMA: The Polish Deli London oferece os tradicionais pratos de porco defumado, grelhados na sua frente, servidos com salada, picles e um ótimo chope polonês. 

FAÇA: Escolher apenas uma coisa é difícil com toda a oferta de atrações disponíveis por lá, mas uma dica imperdível é o BFI Southbank, o principal festival de cinema do Reino Unido.

COMPRE: A Brand Academy é uma adorável loja de presentes que vende coisas de todos os tipos. Basicamente, se você não consegue encontrar algo "peculiar e surpreendente" para um presente de aniversário aqui, não encontrará em outro lugar.

 

9- Haji Lane, Singapura - Singapura

A Haji Lane é um lugar curioso. Começou a ficar movimentada no início de 2000, quando a estética vintage e retrô estava na moda. Mas enquanto essa tendência desapareceu com o passar dos anos, a rua se renovou e hoje parece ainda mais movimentada. Graças ao entorno já animado de Kampong Gelam, um refugio para a comunidade muçulmana desde 1800, Haji começou a atrair novos inquilinos e agora parece ser a peça central deste bairro histórico. A rua é exclusiva para pedestres e as noites são melhores para absorver sua atmosfera vibrante.

COMA: As tortas extravagantes assadas na hora da Windowsill Pies. Experimente uma fatia da torta de noz-pecã ou a cereja clássica.

FAÇA: Você encontrará alguns dos murais mais deslumbrantes de Cingapura aqui - comece com as paredes do restaurante mexicano Piedra Negra antes de conferir o Singapura Club e a vizinha Galeria Gelam.

COMPRE: Compre tecido batique tradicional e um "nyonya kebaya" bordado na Toko Aljunied, uma das lojas têxteis mais antigas da Arab Street.

 

10- Rua de Miguel Bombarda, Porto - Portugal

Há uma série de ruas interessantes no Bairro das Artes em Porto, mas a Rua de Miguel Bombarda é a mais legal de todas. Esta parte descontraída da cidade é o lar de algumas das galerias de arte mais elegantes da cidade, restaurantes que servem pratos portugueses e internacionais finos e uma grande variedade de lojas de arte e design de interiores. Cuidado: você pode ir passear por lá despretensiosamente e acabar comendo o dia todo.

COMA: Uma fatia de bolo mais saboroso na casa de chá "Rota do Chá", de preferência no jardim nos fundos do estabelecimento.

BEBA: Cerveja artesanal na "Justinha", que abriu no verão passado. Queijos e frios são o acompanhamento ideal.

COMPRE: Qualquer coisa na "Ó! Galeria". Uma loja de arte e design que serviu de plataforma de lançamento para os ilustradores mais badalados da cidade.

 

 

 

Comunidade TripHero
Thiago Favero
Thiago Favero Seguir

Um designer paulistano apaixonado por viajar e curtir a vida!

Ler conteúdo completo
Indicados para você