[ editar artigo]

5 Países que fazem os melhores chocolates do mundo!

5 Países que fazem os melhores chocolates do mundo!

Se você, como eu, é apaixonado por chocolate, que tal viajar o mundo através dos países que melhor produzem esta iguaria?

 


É bem possível que não haja comida mais reconfortante do que o chocolate e por um bom motivo: o chocolate amargo não só traz benefícios para a saúde, mas, em geral, é um sabor familiar, versátil e reconfortante. Ele se presta a uma infinidade de coisas, desde sobremesas a molhos, cervejas e tudo mais.

Antes de mergulhar onde o melhor chocolate pode ser encontrado, é útil saber um pouco sobre a fruta favorita de quase todos - porque, sim, o cacau cresce das árvores como uma fruta.

Estima-se que cerca de 70% de todo o chocolate do mundo é cultivado na África e provém do cacau ''theobroma" originário aqui da América do Sul. Uma única árvore produz até dois mil frutos por ano e esses frutos crescem direto do tronco da árvore de uma forma bastante incomum. Surpreendentemente, o cacau que vem dessas frutas não tem o mesmo gosto do que se esperaria em uma sobremesa - em contraste, é extremamente amargo.

As sementes do fruto são secas antes de serem enviadas para vários locais ao redor do mundo, onde são transformadas no chocolate que conhecemos e amamos, mas não antes de fermentar. Quanto mais tempo as semente é fermentada, mais "achocolatado" será o sabor. A qualidade desempenha um grande papel no processo de fermentação, pois alguns frutos demoram mais, enquanto outros fermentam e mudam de cor em pouco tempo.

Agora que aprendemos um pouco sobre o maravilhoso cacau, vamos aos países que fabricam os melhores chocolates do mundo. :)

 


 

Bélgica

 

Conhecida pelos melhores chocolates do mundo, a Bélgica puxa o topo desta lista. Neste país europeu existem mais de 2.000 lojas que fornecem apenas chocolate . 

A diferença entre o chocolate belga e o resto do mundo acontece durante o processo de resfriamento. Em vez de resfriar durante todo o processo, o chocolate belga é resfriado apenas no final, o que resulta no delicioso aroma doce e achocolatado que muitos reconhecem ao entrar em uma loja de chocolates. Além disso, o chocolate belga é feito à mão, portanto, nenhuma máquina ou linha de produção está ocorrendo na arte comestível que é vista com tanta frequência nas vitrines.

Isso aumenta o preço do chocolate, mas vale a pena para quem quer algo perto da perfeição.

 

Suiça

 

Muitos conhecem o famoso chocolate suíço da marca Lindt e para quem ainda não experimentou suas trufas que derretem na boca, o que está esperando? Mas não é só de Lindt que vive o chocolate suíço, diversas marcas das caseiras e tradicionais, as mais vanguardistas e inovadoras se espalham pelas ruas do país.

A Suíça é altamente inovadora em sua produção de chocolate; como o cacaueiro raramente cresce fora de climas tropicais, impressiona o fato de o país ter encontrado uma maneira de conseguir o impossível. A Suíça não apenas cultiva seus próprios cacaueiros, mas também é o país que mais come chocolate per capita, dez quilos por ano. Números que impressionam até o mais ávido chocólatra.

 

Equador

 

Embora a Bélgica possa reivindicar o posto de melhor chocolate do mundo, é o Equador quem reivindica os melhores grãos de cacau do mundo. 

Isso se baseia no que chamamos de rótulo 'Fine Aroma', que apenas 5% do cacau do mundo pode ser certificado. O Equador é produtor de 63% desse cacau consumido no mundo, e o país já começou a fazer seu próprio chocolate, que ganhou vários prêmios nos últimos anos.

A Pacari, conhecida marca equatoriana, chegou a vencer seus concorrentes europeus para conquistar o título de melhor chocolate do mundo em algumas competições. 

 

Costa do Marfim

 

Os africanos consomem menos de 4% do chocolate vendido globalmente, mas a Costa do Marfim quer mudar isso com seus chocolates artesanais feitos à mão. 

Conhecido como líder na produção e exportação de cacau em grão, o país começou a produzir seu próprio chocolate à medida que a região continua se estabilizando e apresentando crescimento econômico. 

Uma empresa, a Instant Chocolat, foi lançada em 2015 e teve um grande crescimento nos primeiros anos. Seu chocolate, que vai de bombons a barras, é popular tanto local quanto internacionalmente, especialmente entre clientes corporativos como a Air France e o Citibank.

 

Itália

A cena: um café italiano pitoresco, um expresso e um pedaço de chocolate italiano. Como resistir? 

Uma das mais populares produtoras de chocolate da Itália é a marca Amadei, da toscana. Eles compram o cacau diretamente dos produtores, o que significa que sabem exatamente de onde os grãos vieram e como foram cultivados. 

Eles usam esse conhecimento para produzir alguns dos melhores chocolates do mundo. Os italianos também gostam de usar chocolate em seus confeitos, uma tentação para quem gosta de doces.

 


 

Gostou? Já está com vontade de lambuzar seu passaporte com chocolate?

Em breve vou postar um roteiro especializado sobre chocolates em cada um desses países. Fiquem ligados!

 

 

Comunidade TripHero
Ler conteúdo completo
Indicados para você